Rio pode proibir cirurgias estéticas em cães e gatos

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira, em primeira discussão, um projeto de lei que proíbe cirurgias estéticas em cães e gatos.

Entre os procedimentos que podem ser proibidos estão caudectomia (remoção de pedaço da cauda); ergotectomia (retirada das unhas dos gatos); conchectomia (remoção de parte das orelhas dos cães); e onicoplastia ou onicotomia (cirurgia no canto da unha).

O projeto ainda determina que consultórios, clínicas e hospitais veterinários afixem cartaz com o texto: “É terminantemente proibida a prática, pelos médicos veterinários, da cirurgia de caudectomia, ergotectomia, conchectomia e onicoplastia”.

“Não existe nenhuma justificativa científica para que caudas, orelhas e unhas caninas e felinas sejam extirpadas. A realização dessas cirurgias por motivos estéticos é condenada pelo Conselho de Ética do Conselho Regional de Medicina Veterinária”, diz a deputada Graça Pereira (PRTB), autora do projeto.

Artigos relacionados

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>